.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Fevereiro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27

.posts recentes

. Castigo de Floribella

. Texto descritivo

. Publicidade

. O tesouro dos sentidos

. Coisas deste livro

. No comboio descendente

. Poema

. Liberdade

. Escrita Criativa

. "Acordei uns dias depois....

.arquivos

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Outubro 2008

. Março 2008

. Janeiro 2008

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

blogs SAPO

.subscrever feeds

Segunda-feira, 3 de Setembro de 2007

O Cavaleiro da Dinamarca

Há milhões de anos numa floresta da Dinamarca vivia numa clareira um cavaleiro junto com a sua família. Um ano quando se realizou a Natal como de costume ouve um coisa que ninguém esperava o cavaleiro anunciou que para a próxima Primavera iria caminhar para a Terra Santa onde nasceu Jesus e ficaria lá o natal e que por iço só passando a 2 se veriam todos de novo se Deus quisesse.

Na Primavera o cavaleiro partiu em direcção à Terra Santa por mar. Chegou antes do natal e visitou todos os lugares santos. Na noite de natal foi para a caverna onde nascera Jesus rezar. Rezou toda a noite à

meia-noite parecera ouvir cantar a canção dos anjos.

Passado o natal foi para a Terra Santa onde apanhou um navio para a sua Terra, mas o navio foi atacado por um tempestade e teve que ir para Ravena, depois como não consegui apanhar nenhum navio foi para Veneza uma cidade espectacular construída sobre águas do mar Adriático com palácios divinos. De seguida parte para Génova mas, primeiro passa por Bolonha, Ferrara e Florença finalmente chega a Génova onde tenta encontrar um navio mas sem sucesso então decide seguir caminho a pé passa os perigosos Alpes Franceses e passa toda a França. Chega o Antuérpia onde adoece e quando se recupera procura um navio para a Dinamarca mas não consegue por isso vai por terra. Na noite de natal chega à Dinamarca sente-se perdido mas consegue chegar a casa no dia de Natal.

publicado por Diário de Diana às 18:00
link do post | comentar | favorito
|

.links